Você está em: 180 Selo Fonográfico > Destaques

Destaques

Variantes lança “Tudo Acontece” em videoclipe e vinil

Variantes - Tudo Acontece (capa + vinil 10 polegadas) [Selo180]A banda Variantes acaba de soltar um verdadeiro combo do álbum Tudo Acontece. A faixa título ganhou um videoclipe, que ajuda a promover a edição em vinil do disco que está chegando ao mercado.

Terceira obra na discografia do trio, Tudo Acontece foi lançado através de download grátis na metade do ano passado. Junto com isso, e em parceria com o 180 Selo Fonográfico, foi colocado no ar uma campanha de financiamento coletivo para se produzir os exemplares físicos do álbum, em CD e vinil.

O título chegou a figurar em quatro listras dos melhores discos de 2014. No início desse ano, foi disponibilizado em todas as principais plataformas digitais— Spotify, Deezer, iTunes, Google Play, etc —, juntamente com os dois primeiros trabalhos da banda.

Em abril, os exemplares em CD começaram a ser distribuídos para os participantes da campanha de crowdfunding. Nos últimos meses, a edição em vinil chegou ao país e foi remetida para os colaboradores do financiamento coletivo. Somente no final de setembro é que a versão analógica ficou disponível para ser comercializada para o grande público.

Variantes - Tudo Acontece (vinil 10 polegadas e capa) [Selo180]O Vinil

Tudo Acontece é o primeiro título na discografia dos Variantes a ganhar uma edição em vinil. O disco de 10 polegadas (um tamanho intermediário entre um compacto de 7″ e um LP de 12″) foi fabricado no Leste Europeu com tecnologia DMM, garantindo a mais alta fidelidade de som.

O álbum ganhou uma masterização exclusiva para a versão analógica, feita por Thomas Dreher, o que garante um som realmente distinto das versões digitais, tanto em CD quanto das plataformas digitais. O material gráfico é semelhante ao do CD, que já havia sido produzido em formato “mini LP”, para que ambos lançamentos físicos tivessem a mesma identidade visual.

O disco de vinil já está disponível em diversas lojas independentes e pode ser adquirido no site do Selo180 [clique aqui].

O Videoclipe

Ajudando a promover esse lançamento especial na obra do grupo, a Film Journée produziu um videoclipe da faixa título. Todo em preto e branco, com direção de Carlos Teston, a peça audiovisual de Tudo Acontece destaca justamente o vinil.

A Film Journée é uma produtora que já realizou diversos videoclipes  premiados.

A discografia em formato digital

Confira abaixo os principais links para ouvir os Variantes no meio digital:

Variantes (2008)Variantes (2008)

Álbum de estreia do grupo, com faixas mais viscerais, contém todos os principais hits que tornaram o trio conhecido no circuito do rock independente no sul do país. Destaque para as faixas Sessão Remember, Quanto você bebe?, O Moderno é o 50tão, E Agora!, e Corrente.

Variantes - Com Prazer (2011)Com Prazer (2011)

 Provavelmente, o melhor álbum dos Variantes! Com um formato mais pop, tem composições mais redondas, timbres caprichadíssimos e um esmero musical acima da média. Conta com as faixas Eu quero tudo, Para, Belladonna, Diziam que e Chegou a hora.

Variantes - Tudo Acontece (2014)Tudo Acontece (2014)

Trabalho mais recente do grupo, e também o mais conciso: são nove faixas. Com uma orientação musical mais voltada ao country rock, soa como uma evolução natural do álbum anterior, com uma sonoridade mais madura. Figurou em 4 listas dos melhores discos de 2014.

(Rodrigo de Andrade)

Helvéticos lança Hipnose, seu segundo álbum

Helvéticos - Hipnose (2015)A banda Helvéticos se firma como um dos nomes mais representativos do rock catarinense com Hipnose, seu segundo álbum (capa ao lado). Com 10 faixas, o disco revela influências setentistas mais pesadas no som psicodélico do grupo.

Gravado no estúdio Marquise 51 em Porto Alegre, com produção de Lucas “Cabelo” Hanke (da banda Identidade). Lançado em todas as principais plataformas digitais pelo 180 Selo Fonográfico (confira abaixo), o disco logo irá ganhar edição física em CD.

Agora sediado em Balneário Camboriú, o trio liderado por Cainã Moreira (guitarra e vocal) conta com dois novos integrantes, Gabriel Menin (baixo) e Guilherme Franco (bateria).

Pouco antes do seu lançamento digital, o álbum ganhou um lyric video do primeiro single, Deixa Acontecer. Confira:

No dia 19 de setembro a banda faz show de lançamento em Porto Belo, no Vintage Rock Bar, começando a tour de divulgação de Hipnose.

Clique nos links abaixo para conferir o novo álbum do trio.

Compre / Baixe / Ouça:

(Lester Benga)

The Galaxies é reeditado com faixas bônus em vinil

The Galaxies (1968) - LP com encarte e OBI [Selo180 - Record Collector 2015]Dentre todos os discos brasileiros que estão sendo resgatados nos últimos anos com novas prensagens em vinil, talvez nenhum LP seja tão raro quanto o da banda The Galaxies. Lançado originalmente em 1968, o álbum é um dos mais procurados por colecionadores de psicodelia sessentista em todo o mundo.

O The Galaxies surgiu no circuito do rock de garagem paulista da década de 1960 com uma formação singular: os brasileiros Zeca de Aquino (bateria) e Alcindo Maciel (baixo), a americana Jocelyn Anne Odams (vocal e maracas) e o inglês David Charles Odams (guitarra e vocal). Ao contrário dos demais grupos da Jovem Guarda, que faziam “versões” com letras em português (e que muitas vezes pareciam uma piada), o inglês era a língua original dos vocalistas do The Galaxies. E enquanto o repertório de covers das demais bandas contemporâneas ficava centrada quase que apenas na fase inicial dos Beatles e Rolling Stones, o quarteto estava muito mais sintonizado com o que andava rolando no rock mundial na época. Isso não apenas influenciava o seu repertório de covers — no disco, há faixas de Love, Donovan e de blues inspirados nas versões dos Yardbirds — como era decisivo em sua musicalidade. O The Galaxies tinha uma sonoridade psych e garage rock mas com matizes verdadeiramente tropicais, sendo uma das bandas nacionais mais singulares da época.

Apesar de terem feito shows e participado de programas de TV, a tiragem do LP foi bem reduzida em 1968. Hoje, dado a sua raridade, alguns lojistas e colecionadores estimam que na época tenham sido prensados apenas 500 exemplares do disco, ou menos! A banda terminou logo em seguida, quando o casal Jocelyn e David Charles se casou e foi embora para a Inglaterra. Desde então, o álbum nunca ganhou nenhuma reprensagem oficial, e permanece inédito em CD até hoje. No início dos anos 2000, um selo italiano realizou um lançamento pirata e parcial: um disco de 10 polegadas com apenas 8 faixas.

The Galaxies - LP Lado B (1968) [Selo180 - Record Collector 2015]A atual reedição do LP The Galaxies é a primeira autorizada pelos integrantes da banda. Mais que isso, resgata não apenas o álbum na íntegra como traz duas faixas bônus inéditas e exclusivas: uma versão demo ainda mais selvagem da autoral Hey!!! e uma cover de Happy Together, do The Turtles. As faixas estavam em um acetato que permaneceu guardado com o baterista Zeca de Aquino por mais de 40 anos! O áudio para o relançamento foi tratado por Arthur Joly e o disco ganhou prensagem de altíssima fidelidade, com corte em DMM (Direct Metal Mastering) no Leste Europeu.

O material gráfico da nova versão do disco também teve um cuidado especial. A arte de capa e contracapa foi preservada na íntegra, tendo sido impressa num papel texturizado para se aproximar ao máximo do original. Um OBI (uma filipeta/coluna de papel) foi incluído, trazendo informações adicionais, textos obrigatórios, código de barras, etc, garantindo a preservação da arte. Por fim, um encarte bilíngue com fotos raras e a história da banda foi incluído na nova versão álbum.

O lançamento foi realizado numa parceria entre os selos 180 Selo Fonográfico e Record Collector Brasil. A tiragem é limitada em apenas 500 exemplares, sendo que um boa parte foi distribuída diretamente para lojistas na Europa, tamanha a procura e raridade do título. Mas o mais importante é que, com cuidado e respeito, um capítulo importante do rock brasileiro foi resgatado com esse luxuoso relançamento.

Além dos sites 180 Selo Fonográfico e Record Collector Brasil, você encontra a reedição de luxo do LP da banda The Galaxies nas seguintes lojas: Baratos Afins, Big Papa, Blue Sonic, Locomotiva Discos, Velvet CDs, Tuca Discos, Disco Voador e Toca do Disco.

(Rodrigo de Andrade)

Raul Seixas ganhará lançamento inédito em vinil!

Foram cerca de 2 anos de negociações até que todas as autorizações fossem conseguidas. Mas após esse longo esforço, o Selo180 e Record Collector Brasil confirmam: ainda em 2015 será lançado um vinil inédito de Raul Seixas!

Raul Seixas - Isso aqui não é Woodstock, mas um dia pode ser - ao vivo no II Festival de Águas Claras 1981 (2015 CD Eldorado)O álbum em questão, Isso aqui não é Woodstock, mas um dia pode ser: ao vivo no II Festival de Águas Claras 1981, foi lançado oficialmente apenas em CD, em 2014 (capa ao lado), integrando o box 25 anos sem Raul Seixas. A caixa com 6 CDs reúne todos os títulos do artista editados pela gravadora Eldorado. Os tapes originais do show pertencem a Sylvio Passos, presidente vitalício do Raul Rock Club — instituição autorizada ainda em vida pelo artista —, e foram legados a ele pelo próprio Raul.

A apresentação no emblemático festival paulista fez parte da tour do álbum Abre-Te Sésamo (1980), um dos pontos altos na obra do artista.

O LP será o primeiro lançamento em vinil de Raul Seixas em mais de 20 anos, e o primeiro em 180 gramas. A tiragem será limitada e contará ainda com uma capa dupla (gatefold) exclusiva, diferente do CD. No momento, o título está sendo remasterizado especialmente para corte em formato analógico. O lançamento está programado para o final de novembro.

Para saber detalhes em caráter oficial, você pode assinar a newsletter do 180 Selo Fonográfico ou acompanhar as postagens na página oficial da reedição no Facebook.

Em caráter oficial, abaixo segue a lista completa de faixas presentes em cada um dos lados do LP:

LADO A

01) Rock do Diabo – 2’46
02) Aluga-se – 2’49
03) Como Vovó Já Dizia (Óculos Escuros) – 4’22
04) Abre-te Sésamo – 3’50
05) As Aventuras de Raul Seixas Na Cidade de Thor – 3’09
06) O Trem das Sete – 3’45

LADO B

01) Blue Suede Shoes – 1’54
02) Ready Teddy – 1’35
03) Maluco Beleza – 3’05
04) Al Capone – 2’41
05) Rock das “Aranha” – 2’57
06) Sociedade Alternativa – 5’13

(Lester Benga)

Lucian Araújo estreia com EP de blues nesse sábado

Lucian Araújo (pitando)Figura conhecida da cena musical independente de Curitiba, Lucian Araújo — guitarrista da banda Cavernoso Viñon — lançará sua estreia solo nessa sexta. Trata-se de um EP de “blues brasileiro”, gravado numa única sessão de 6 horas no Morro do Canal, próximo ao rio Iguaçú.

O título será lançado em formato digital no sábado pelo 180 Selo Fonográfico. Nos próximos meses, o EP irá ganhar uma edição em CD e em compacto em vinil.

Confira abaixo a primeira música de trabalho:

O show de lançamento desse trabalho acontece na sexta (7), no Harvest Folk Bar (R. Inácio Lustosa, 518 – Curitiba) e o ingresso de apenas R$ 15 já garante uma versão independente do álbum em CD duplicado.

(Lester Benga)

Turba estreia com “Desassossego”

Desprovido de sossego. Uma alma inquieta. Se Desassossego é um título apropriado para o sentimento que emana das canções, o nome da banda — Turba — é preciso por expressar toda a revolta presente em sua arte. Revolta contra a estrutura social e a miséria, contra o abandono e relacionamentos falidos, contra o sistema neoliberal, a poluição e a exploração.

Banda Turba

Criaturas urbanas fazendo arruaça. Talvez essa seja uma boa definição para o que o trio faz. O fato é que Desassossego tem todos os ingredientes necessários para um disco de rock de verdade! Rock de garagem, primal e barulhento, com uma pegada punk e momentos de psicodelia sombria. Um som mais para o tosco e o lo-fi do que para o limpinho e produzidinho.

Turba em tour de lançamento do álbum DesassossegoA música Vigiar e Punir é inspirada no período em que o baterista Glauco Caruso passou preso injustamente. A “cidade maravilhosa” (a banda é carioca) aparece no disco em “Chove no Rio”. Há muitas canções de desamor, e a única faixa em que se tenta expressar algo bonito para a pessoa amada é no primeiro single, intitulado “Mija em mim”. As músicas trazem versos como Pois quando eu precisei de ajuda / Você me deu as costas / Me tratou como se eu fosse um câncer ou ainda Fique com a pretensão / De que saiu por cima / E também com a ilusão / De que marcou minha vida / Mas só um rastro de merda / Foi o que você deixou.

O trio é formado por Greco Blue (voz e baixo), J.P. Bonfá (guitarra) e Glauco Caruso (bateria e voz). Além da Turba, Greco tem um projeto solo eletrônico, Bonfá toca com o pai  — Marcelo, que foi baterista da Legião Urbana — e Glauco já foi membro do De Falla e tocou no clássico A Sétima Efervescência, de Júpiter Maçã.

Desassossego não deve aparecer em indicações bunda-mole feitas por jornalistas caretas e blogueiros indie. O que esses caras entendem de rock? Mas se você quer um disco autêntico, divertido e raivoso, esse é para ouvir até furar!

Foi lançado em CD e em todas as principais plataformas digitais pelo Selo180. Navegue pelos links abaixo para conferir a barulheira da Turba.

Turba - Desassossego (2015)Compre / Baixe / Ouça:

(Lester Benga)

Reino Elétron lança “Cosmo a olho nu”

Reino Elétron - Cosmo a olho nu (2015) CDNa constelação do rock gaúcho, a estrela da banda Reino Elétron acaba de adotar um brilho mais intenso. O grupo está lançando Cosmo a olho nu, seu álbum de estreia. Com 12 faixas, o disco promete ser um dos destaques de 2015.

Apesar de ser um nome ainda inédito para o grande público, a Reino Elétron já é veterana. Com mais de meia década de estrada, é uma espécie de super-grupo, cujos integrantes são nomes bem atuantes na cena musical do norte gaúcho. Bolacha, Helio, Elias, Bruno e Marmitt tocam numa série de bandas e projetos, e muitos já possuem uma discografia consistente no currículo.

Esses músicos experientes fizeram da Reino Elétron seu projeto especial. Com composições inspiradas e sonoridade original — um space rock pesado que vai do psicodélico ao dançante — já se apresentaram com destaque em uma série de festivais, como a Virada da Contracultura e o Grito da Terra. Foram os grandes vencedores do primeiro Pampa Stock e já abriram o festival iberoamericano El Mapa de Todos.

Reino Elétron

As músicas autorais surgiram logo nos primeiros shows da banda. Ao longo dos anos, as composições foram sendo trabalhadas até atingirem um resultado que agradasse ao grupo. Chegaram a pensar em reunir as faixas em uma série de EPs que seriam disponibilizados pela internet. Ideia abortada em favor do disco, inicialmente idealizado como uma ópera-rock. Em 2013, um single digital masterizado por Andrew Jackson — engenheiro de som do Pink Floyd — chegou a ser lançado. O quinteto seguiu trabalhando no álbum até que chegassem a um resultado final coeso e satisfatório.

Por todos esses motivos, é possível entender a maturidade musical de Cosmo a olho nu. Como estreia, é o tipo de álbum que supera as expectativas mais exigentes e impressiona os desavisados. O disco está sendo lançado em CD e formato digital pelo Selo180. Confira abaixo os links para comprar o disco ou baixar/ouvir nas plataformas online.

Reino Elétron - Cosmo a olho nu (2015)Compre / Baixe / Ouça:

(Rodrigo de Andrade)

Pedro Pastoriz lança disco gravado diretamente em vinil

Pedro Pastoriz em Memphis, na frente do lendário estúdio Sun RecordsPrimeiro disco solo. Criado e gravado sozinho. E em um único take, diretamente em vinil. Essas são algumas das referências por trás do conceito de 1, disco que Pedro Pastoriz (integrante da banda Mustache & Os Apaches) lança nessa quarta (15).

A gestação do álbum se deu durante uma recente viagem pelos Estados Unidos. Percorrendo albergues, bares de beira de estrada e hotéis baratos, o artista passou por cidades como Nashville, Memphis, Nova Orleans, Nova Iorque em busca de inspiração, e trocou muita informação com músicos de rua.

Em Nashville, gravou diretamente em vinil uma música, Chuva, na cabine de gravação da Third Man Records. Ali ele encontrou a sonoridade e o suporte ideal para o álbum que planejava.

Retornando ao Brasil, Pedro entrou em contato com Arthur Joly e, na Vinyl-Lab, gravou o disco inteiro, de uma só vez. Confira abaixo o vídeo que mostra o processo.

1 é um disco folk, pela sonoridade e temática. Sem edição, é um registro cru. Um dos trabalhos mais autênticos e corajosos da música no Brasil nesse ano. Traz, como faixa bônus, a gravação realizada na Third Man Records.

Pedro Pastoriz - 1 (2015)Por enquanto, o álbum está sendo lançado em CD e formato digital (capa ao lado) em todas as principais plataformas online numa parceria entre o Selo180, Comitê e Reco-Master. Em breve, um compacto lo-fi em formato quadrado e edição limitadíssima também será lançado.

Pastoriz segue numa tour informal, condizente com o espírito do disco. Está se apresentando para públicos reduzidos, em livrarias, lojas de discos, pequenos teatros e clubes intimistas.

Confira abaixo todos os links para escutar o disco em formato digital.

Pedro Pastoriz – 1 (2015)

(Lester Benga)

Lowly Hounds lança single e prepara tour pelo Brasil

Lowly Hounds - Stillness Of The Heart (2015)Formada por dois britânicos e dois brasileiros, a banda Lowly Hounds acaba de lançar seu segundo single, intitulado Stillness Of The Heart (capa ao lado). A faixa está sendo disponibilizada em diversas plataformas digitais para toda a América Latina através do Selo180 e já está tocando em algumas estações de rádio.

Em novembro, o quarteto fará uma tour pelo Brasil para promover o seu primeiro EP, que até lá deve ganhar lançamento nos formatos físico (CD) e digital.

Lowly Hounds é formada por Nicko M. Varey na guitarra e vocal, Jake Roos no baixo (ex-integrante da Charlie Coombes & The New Breed), Reynaldo “Miggy” Migliavacca (que também já tocou no The New Breed de Charlie Coombes e na Severo em Marcha) e Eduardo Bisogno (Hard Working Band, Cidadão Quem, Tom Bloch, Video Hits).

Confira Stillness Of The Heart nos links abaixo:

(Luther Blissett)

Rodrigo Nassif Quarteto em 1º lugar dos mais vendidos na iTunes Store

1º LugarUm dos grandes lançamentos do último mês, o álbum Todos os dias serão outono do Rodrigo Quarteto Nassif atingiu o topo da parada dos mais vendidos na iTunes Store na categoria Música Instrumental.

Logo na semana em que entrou nas plataformas digitais, o disco rapidamente conquistou um post no Top 10. Nos dias seguintes, alcançou o topo da lista.

O título, que já vem sendo aclamado pela crítica especializada como um dos melhores lançamentos da década no gênero, irá ganhar uma edição limitada em vinil ainda em 2015.

O Rodrigo Nassif Quarteto tem também um single digital com duas faixas exclusivas, que foi lançado no início desse ano pelo 180 Selo Fonográfico. Confira todos os links abaixo.

Rodrigo Nassif Quarteto - Todos os dias serão outono (2015)Todos os dias serão outono

Arenito Riograndense

Acesse também:

(Luther Blissett)